github medium pocket arrow

Terminais são legais v3.2: permissões

hernandes

Anteriormente…

Vimos algumas coisas legais sobre Linux, se você ainda não leu ou quer refrescar sua memória, se liga:

E hoje vamos aprender um pouco mais sobre permissões.

Sistema de Permissões no Linux

Bom, como você já deve ter visto por aí, alguns comandos como o ls exibem algumas combinações de letras estranhas, ou até sequências de números como 0777, 0755, drwx-xr-x, etc.

Todas são representações das permissões de determinada pasta/arquivo. Normalmente, você vai encontrar a representação númérica em fóruns, artigos e etc, por ser mais fácil de decorar, e a outra, em comandos como ls -l.

Mas o que significam?

Para começar, precisamos entender primeiro os níveis de permissão existentes no Linux.

Esses níveis são divididos em três: usuário, grupo do usuário e outros usuários.

Nós temos três possíveis ações: ler, escrever/editar, executar.

Você pode entender cada uma com sua sigla assim:

Sendo assim, veja a seguinte combinação: rwxrwxrwx

Olhando bem, da pra perceber que temos 3 grupos com as mesmas permissões, sendo elas, na ordem: leitura, escrita e execução.

Mas se são 3 grupos, isso quer dizer que…sim! Cada grupo representa respectivamente o usuário atual, seu grupo, e os outros usuários.

Como em rwxr-xr-x, estamos dizendo que o usuário atual pode fazer tudo, o grupo dele pode apenas ler e executar, e o restante apenas pode executar.

Como comentei antes, você pode também representar com números, equivalendo:

Vamos ver como fica, comparando duas representações? Se liga:

rwxr-xr-x é o mesmo que 755.
rwxrwxrwx é o mesmo que 777.

E por aí vai.

Normalmente, você vai encontrar mais a representação numérica, por ser mais fácil de decorar e escrever.

Com o comando ls, você pode ver também as permissões das pastas usando o parâmetro -l.

Há algumas coisas a mais sobre permissões, mas vou deixar para outro artigo, você precisa decorar bem para não ter problemas depois.

Até a próxima!